Hacasa - Empreendimentos Imobiliários

Programas Sociais

Descubra os principais tipos de apartamentos que existem

Descubra os principais tipos de apartamentos que existem


Foi-se o tempo em que escolher um apartamento para morar ou investir era algo previsível. Hoje, as opções de moradia que existem são extremamente variadas, e entender quais se adequam mais ao seu estilo de vida pode ser um verdadeiro desafio. Contudo, ao mesmo tempo em que é preciso estudar mais para fazer a escolha certa, as diferenças entre um modelo e outro são bastante plurais e acabam atendendo melhor às necessidades de quem procura um imóvel para chamar de lar.

Desde o projeto, alguns empreendimentos já levam em consideração a existência de ambientes comuns a todos os moradores, como salão de festas, academia, piscina e demais áreas de lazer. Esses benefícios podem ou não influenciar na planta das unidades, por isso esteja atento ao seu estilo de vida e descubra novos jeitos de morar.


Apartamentos com divisões de cômodos

Os tipos de apartamentos mais comuns são aqueles que possuem divisões internas bem definidas, separando a sala da cozinha, a cozinha do quarto, o quarto da área de serviço, e assim por diante. Porém, mesmo havendo uma configuração padrão, há diferenças na nomenclatura utilizada para cada um deles.


Apartamento padrão ou "tipo"

Chamado de apartamento padrão, esse modelo é o mais conhecido pelas pessoas. Ele possui separações bem definidas entre os cômodos, o que confere maior privacidade aos moradores do imóvel. Comumente, é definido a partir do seu número de dormitórios, banheiros ou até das vagas que ocupa na garagem. Devido às divisões internas, costuma ser a opção número 1 para famílias e casais que têm ou pretendem ter filhos.


Cobertura

Famosa pela imponência e pelas dimensões avantajadas, a cobertura é a unidade que ocupa o topo dos empreendimentos. Em prédios de médio e alto padrão, a cobertura pode chegar a ocupar o último andar por completo, oferecendo uma vista privilegiada da cidade e uma série de benefícios, como piscina particular e churrasqueira para momentos de descontração com a família e os amigos.



Giardino

Contrário à cobertura, o Giardino localiza-se no térreo de alguns empreendimentos. Seu maior diferencial é justamente o fato de estar na base da construção, o que permite ao morador uma série de vantagens, como o cultivo de um jardim particular, espaço externo para uma piscina ou área de lazer à céu aberto. Esse modelo de apartamento é do tipo ideal para famílias, em especial para aquelas que possuem um bichinho de estimação.



Duplex e triplex

Ambos os termos são usadas para designar apartamentos padrão com divisões internas, contudo a diferença está no número de andares que ocupam no prédio. Enquanto o duplex costuma fazer referência a imóveis de 2 andares, unidos através de uma escada ou elevador particular, o triplex possui 3 andares dentro de uma mesma unidade. Claramente, são opções de moradia para quem possui um padrão de vida mais elevado e com famílias que tendem a crescer e precisar de mais dormitórios.



Apartamentos com cômodos integrados

Os apartamentos com cômodos integrados são um modelo que vem ganhando cada vez mais destaque no mercado. Alguns possuem divisão apenas para o banheiro, outros permitem a inclusão de um dormitório privativo e até a instalação de mezanino.


Loft

O termo loft surgiu para denominar antigos galpões industriais que passaram a ser ocupadas para fins residenciais. Apesar de algumas pessoas acharem que o espaço de um loft é reduzido, apartamentos desse tipo são extremamente amplos, uma vez que possuem pé direito duplo, a possibilidade de instalação de um mezanino e nenhuma parede para divisão dos cômodos, com exceção do banheiro. A abertura dos ambientes confere um ar de liberdade único, atraindo o interesse de solteiros, casais jovens e pessoas que dividem a vida com um amigo de quatro patas.



Studio

Assim como o loft, o studio tem um conceito de moradia onde todos os ambientes do apartamento são integrados, com exceção do banheiro. A grande diferença é que os studios costumam ter o pé direito padrão e oferecem a possibilidade de personalizar a planta com um dormitório privado. Dessa maneira, o imóvel não perde seu caráter contemporâneo e ainda permite que o morador tenha certa privacidade ao receber visitas. Empreendimentos com o conceito studio também costumam oferecer áreas de lazer comuns a todos os moradores, como salão de festas, lavanderia e coworking, que funcionam como uma extensão do lar. Isso permite que a pessoa seja mais seletiva quanto ao que coloca dentro do seu studio, já que há uma repleta gama de opções à disposição no prédio.



Kitnet

Para fechar as opções de apartamentos sem divisão dos cômodos, temos as kitnets. A origem da palavra vem do inglês "cozinha pequena", uma vez que integra todas as áreas da casa numa só. Esse tipo de moradia costuma ter uma metragem bem reduzida, não passando muito dos 35m². É ideal para pessoas que moram sozinhas, não recebem muitas visitas e possuem uma intensa rotina fora de casa, mas que quando estão nela não abrem mão do conforto e aconchego. 



Compare e escolha o seu próximo lar

Você já deve ter percebido que cada opção de apartamento faz total sentido para determinados estilos e fases da vida. Não existe certo ou errado, apenas a moradia que combina mais com você, e isso pode mudar de acordo com vários fatores, como tamanho, composição familiar e investimento.


Para te ajudar na decisão do seu próximo lar, preparamos uma tabela comparativa dos tipos de apartamentos apresentados e suas características mais latentes. 

Confira, avalie e mãos à obra!